Notícias

Segurança Contra Incêndios

ESTÁ A CUMPRIR A LEGISLAÇÃO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO?

Poucos acontecimentos têm um impacto mais perturbador e destrutivo numa empresa do que fogo. De acordo com os dados de 2009 do RASI, registaram-se mais de 900 incêndios industriais. Para além de poder provocar substanciais danos materiais, ferimentos e perda de vidas, o fogo pode perturbar seriamente o seu negócio durante várias semanas.

A Konceptness está a recrutar

ESTÁGIO PROFISSIONAL
PERFIL/PERSONALIDADE:
– Responsabilidade (seriedade e sentido de dever);
– Rigor (atenção ao pormenor);
– Organização (gestão do tempo e do espaço);
– Dinamismo (rapidez de resposta);
– Autonomia (autogestão);

ESTÁGIO PROFISSIONAL
PERFIL/PERSONALIDADE:
– Responsabilidade (seriedade e sentido de dever);
– Rigor (atenção ao pormenor);
– Organização (gestão do tempo e do espaço);
– Dinamismo (rapidez de resposta);
– Autonomia (autogestão);
– Focalização (guiado/a por objectivos e métodos de trabalho);
– Espírito de Equipa (relacionamento interpessoal);
– Flexibilidade (capacidade de adaptação ao serviço e às pessoas).

REQUISITOS:
– Licenciatura na área de Arquitectura;
– Conhecimentos de Língua Inglesa;
– Disponibilidade imediata (máximo 10 dias);
– Obrigatoriamente enviar CV com fotografia, bem com o certificado de
habilitações.

OFERECEMOS:
– Possibilidade de realização de Estágio Profissional Financiado;
– Contrato de 6 meses a 1 ano, caso não se enquadre em estágio;
– Possibilidade de integrar os quadros da empresa;
– Integração numa equipa jovem e dinâmica.
Como resposta, por favor enviar CV com fotografia para: rh@konceptness.com.
– Contrato de 6 meses a 1 ano, caso não se enquadre em estágio;
– Possibilidade de integrar os quadros da empresa;
– Integração numa equipa jovem e dinâmica.

Quiosque da Buondi – Aeroporto do Funchal

A Konceptness esteve envolvida em mais um projeto de arquitetura.

Decreto-Lei nº 224/2015 entra em vigor em Dezembro

No próximo dia 1 de Dezembro, entra em vigor o Decreto-Lei nº 224/2015, publicado a 9 de Outubro no Diário da República, que vem alterar o Decreto-Lei nº 220/2008 de 12 de Novembro, e que estabelece o regime jurídico da segurança contra incêndios em edifícios.

Decreto-Lei nº 224/2015 entra em vigor em Dezembro

No próximo dia 1 de Dezembro, entra em vigor o Decreto-Lei nº 224/2015, publicado a 9 de Outubro no Diário da República, que vem alterar o Decreto-Lei nº 220/2008 de 12 de Novembro, e que estabelece o regime jurídico da segurança contra incêndios em edifícios.

No próximo dia 1 de Dezembro, entra em vigor o Decreto-Lei nº 224/2015, publicado a 9 de Outubro no Diário da República, que vem alterar o Decreto-Lei nº 220/2008 de 12 de Novembro, e que estabelece o regime jurídico da segurança contra incêndios em edifícios.

Este novo Decreto-Lei vem proceder a alguns ajustes e alterações ao regime jurídico em vigor já há 7 anos. Apesar da entrada em vigor deste novo Decreto, a revisão mais alargada do regime jurídico em causa é considerada indispensável, pois ainda há muitas adequações a fazer, tomando como base primária a experiência de entidades externas. É necessário neste regime jurídico considerar futuramente a alteração dos tipos de análise de risco com prescrição de requisitos mínimos, a adaptação de edifícios novos a centros urbanos antigos, entre outros.

Na execução deste novo Decreto-Lei, foram ouvidos os órgãos de governo próprio das regiões autónomas, a Associação Nacional de Municípios Portugueses, a Ordem dos Arquitetos, a Ordem dos Engenheiros, a Ordem dos Engenheiros Técnicos, a Associação Portuguesa de Segurança (APSEI), a Associação da Hotelaria, Restauração e similares de Portugal e a Associação Portuguesa de Centros Comerciais.

A Konceptness, empresa especializada em Consultadoria, Projeto, Reconversão e Manutenção de soluções em edifícios de comércio, indústria e serviços, está apta a responder às exigências da legislação e possui técnicos certificados pela Autoridade Nacional de Proteção Civil para a elaboração e implementação das medidas de Segurança Contra Incêndios que a legislação obriga.

Para saber mais informações, consulte-nos através do (+351) 210 146 026 ou através deste e-mail.

Há 260 anos acontecia o inesperado

Hoje faz 260 anos desde a maior catástrofe ocorrida em Portugal e na Europa: o Terramoto de 1755. Este sismo, derivado do movimento deslizante entre duas enormes placas tectónicas situadas no Oceano Atlântico, atingiu magnitudes entre 8,7 e 9 na escala de Richter e destruiu grande parte de Lisboa, uma das cidades portuárias mais importantes e ricas da época.

Hoje faz 260 anos desde a maior catástrofe ocorrida em Portugal e na Europa: o Terramoto de 1755. Este sismo, derivado do movimento deslizante entre duas enormes placas tectónicas situadas no Oceano Atlântico, atingiu magnitudes entre 8,7 e 9 na escala de Richter e destruiu grande parte de Lisboa, uma das cidades portuárias mais importantes e ricas da época.

À destruição da cidade juntaram-se também milhares de vítimas não só devido ao sismo, mas como ao maremoto e variadíssimos incêndios que se seguiram e tomaram conta da cidade, veja o vídeo. Estes incêndios foram largamente ampliados devido às cerimónias do Dia de Todos os Santos que tomavam lugar um pouco por toda a parte. Milhares de velas acesas transformaram Lisboa numa cidade em chamas.

Esta é, portanto, uma data que não devemos esquecer. Pelas piores razões, claro, mas por vezes é nos piores momentos em que aprendemos as mais importantes lições. E uma delas é que um terramoto raramente vem só.

À crescente preocupação em construir com maior segurança e melhor qualidade face aos sismos, devemos preparamo-nos cada vez melhor. Devemos estar informados, sensibilizados e formados para lidar com situações extremas. Devemos saber que é provável que um tsunami ou vários focos de incêndio surjam após um sismo, e devemos acima de tudo saber os princípios fundamentais para lidar com essas situações.

Para prevenir e reduzir as consequências de uma catástrofe e o seu enquadramento no tópico de Segurança Contra Incêndios em Edifícios motiva a Konceptness a escrever este texto. Mas a mensagem que desejamos passar não pode nem deve terminar aí. Sentimos que temos o dever de alertar, sensibilizar e informar naquilo em que pudermos, para futuramente melhorar.

Podem contar connosco!

A equipa Konceptness.

Susan Cabeceiras no Rotary Clube

A Konceptnesss esteve bem representada pela arquiteta.

A Konceptnesss esteve bem representada pela arquiteta.

Em representação da Konceptness, a arquiteta Susan Cabeceiras esteve presente no habitual jantar de angariação de fundos para a comunidade local do Rotary Clube de Loures, onde teve a honra de ser emblemada.

O evento, que teve lugar no passado dia 17 de Setembro, contou também com a presença do governador Miguel Real, que foi recebido pelo Vereador Tiago Matias. A tarde foi passada em conjunto e decorreu entre visitas a diversas instituições locais. O Rotary Club já possui cerca de 1,2 milhões de amigos e líderes comunitários espalhados pelo mundo e tem como principais objetivos o companheirismo como elemento capaz de proporcionar oportunidades de servir o próximo, o reconhecimento do mérito de toda a ocupação útil e a difusão das normas da ética profissional, a melhoria da comunidade pela conduta exemplar de cada um na vida pública e privada e, finalmente, a aproximação dos profissionais de todo o mundo, visando a consolidação das boas relações, da cooperação e da paz entre as nações.

Para mais informações veja aqui.

Licenciamento das Utilizações dos Recursos Hídricos

O Decreto-Lei nº 130/2012 de 22 de Junho procede à alteração e respectiva republicação da Lei da Água que foi aprovada pela Lei nº 58/2005 de 29 de Dezembro e alterada pelo Decreto-Lei nº 245/2009.

O Decreto-Lei nº 130/2012 de 22 de Junho procede à alteração e respectiva republicação da Lei da Água que foi aprovada pela Lei nº 58/2005 de 29 de Dezembro e alterada pelo Decreto-Lei nº 245/2009.

Esta alteração pretende adaptar a Lei da Água à reestruturação do atual quadro institucional, imposta pelo Decreto-Lei nº 7/2012 de 17 de Janeiro, em que se definiu que a Agência Portuguesa do Ambiente, I.P. iria assumir as funções de autoridade nacional da água e pretende também, levar a cabo o aperfeiçoamento de redação de alguns preceitos legais, como são os casos, em especial, das disposições relativas ao Plano Nacional da Água e do Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos.

Esta legislação refere que as atividades que tenham um impacto significativo no estado das águas só podem ser desenvolvidas desde que ao abrigo de um título de utilização emitido nos termos e condições previstos na Lei da Água e no Regime de Utilizações dos Recursos Hídricos (Decreto-Lei 226-A/2007).

De acordo com a lei nº 50/2006 de 29 de Agosto, alterada pela Lei nº 89/2009 de 31 de Agosto, pode implicar coimas para pessoas singulares de 20.000 a 30.000 euros, em caso de negligência e de 30.000 a 37.500 euros, em caso de dolo. Para pessoas coletivas as coimas variam entre 38.500 a 70.000 euros, em caso de negligência e entre 200.000 a 2.500.000 euros em caso de dolo.

A Konceptness, empresa especializada em Consultoria, Projeto, Fiscalização, Reconversão e Manutenção de edifícios de comércio, indústria, serviços, saúde e lazer, está apta a responder de forma a apoiar os seus clientes nas alterações legislativas referidas e possui técnicos especializados em Licenciamento das Utilizações dos Recursos Hídricos para a preparação, elaboração e entrega do processo de Licenciamento das Utilizações dos Recursos Hídricos, apoiando ainda na definição e supervisão de implementação das medidas que a legislação obriga para cada setor.

Não utilize a água correndo riscos!…

Para saber mais informações, consulte-nos através do (+351) 210 146 026 ou através de: comercial@konceptness.com.

Alinhamento

Satisfação do cliente acima de tudo.

Presidida pela arquiteta Susan Cabeceiras, a Konceptness têm vindo a conquistar o mercado internacional mas nunca deixando a sua posição de liderança no mercado português.

Satisfação do cliente acima de tudo.

Presidida pela arquiteta Susan Cabeceiras, a Konceptness têm vindo a conquistar o mercado internacional mas nunca deixando a sua posição de liderança no mercado português.

A Konceptness tem vindo a apostar em mercados como Angola, Moçambique e futuramente Canadá para desenvolver projetos que vão trazer mais crescimento à empresa.

Com uma resposta rápida às intervenções pedidas pelos clientes, a empresa vem estabelecendo uma forte relação empresarial com os mesmos, superando as expectativas do cliente e dando viabilidade aos seus investimentos.

Já a caminho do 6ª aniversário e com sede na Av. Estados Unidos da América, a Konceptness assume-se como a parceira ideal para a implementação de qualquer negócio, sendo já uma estrutura de referência ao nível da consultadoria, concepção e fiscalização de soluções.

Susan Cabeceiras pretende evidenciar-se no mercado com uma aposta forte na componente criativa, aliada à proatividade e à capacidade de dar respostas rápidas e eficientes. A arquiteta tem como meta obter resultados mais positivos e objetivos, focados no que realmente interessa: a satisfação do cliente.

Determinação da Iluminância

A importância de uma boa iluminação.

Os níveis de iluminância dos postos e locais de trabalho das empresas (de todas as naturezas: privadas, cooperativas ou sociais, de administração pública central, regional e local, e institutos públicos), dos trabalhadores por conta própria e das demais pessoas coletivas de direito público têm obrigatoriamente de ser avaliado.

A importância de uma boa iluminação.

Os níveis de iluminância dos postos e locais de trabalho das empresas (de todas as naturezas: privadas, cooperativas ou sociais, de administração pública central, regional e local, e institutos públicos), dos trabalhadores por conta própria e das demais pessoas coletivas de direito público têm obrigatoriamente de ser avaliado.

Estes níveis deverão, pois, estar conformes ao Decreto-Lei n.º 243/86, de 20 de agosto — Regulamento geral de segurança e higiene – no trabalho nos estabelecimentos comerciais, escritórios e serviços — à Portaria n.º 53/71, de 3 de fevereiro — Regulamento geral de segurança e higiene no trabalho nos estabelecimentos industriais — e à norma ISO 8995:2002 — relativa à determinação dos níveis de iluminância.

A avaliação da iluminância consiste na quantificação dos níveis de luminosidade para verificar se as condições de iluminação existentes são adequadas ao grau de exigência visual e conforto das tarefas associadas. É fundamental a existência de uma boa iluminação nos locais e postos de trabalho, já que contribui diretamente para a segurança e saúde dos trabalhadores.

Na Konceptness, somos especialistas em consultoria, projeto, reconversão e manutenção de soluções em edifícios de comércio, indústria e serviços, e estamos, portanto, aptos a responder às exigências da legislação. Somos uma equipa de técnicos certificados pela Autoridade Nacional de Proteção Civil para a elaboração e implementação dessas medidas de iluminação em ambientes de trabalho, cujo cumprimento é obrigatório por lei.

Para saber mais informações, consulte-nos, por telefone, através do (+351) 210 146 026, ou por e-mail, através do endereço comercial@konceptness.com.

Page 5 of 71234567